Gostou do artigo? Compartilhe!

LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (LER)

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Lesão por Esforço Repetitivo, ou L.E.R, são lesões nos sistemas músculo-esquelético e nervoso causadas por tarefas repetitivas, esforços vigorosos, compreensões mecânicas ou posições desagradáveis por longos períodos. É um tipo de Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho (D.O.R.T). Consiste em uma síndrome de dor com queixa de grande incapacidade funcional, causada primariamente por tarefas que desenvolvem movimentos locais repetitivos (uso do celular) ou posturas forçadas. Também é conhecido por L.T.C (Lesão por Trauma Cumulativo) e por D.O.R.T (Distúrbio muscular Relacionado ao Trabalho). Contudo, como o nome L.E.R se tornou comum e até popular, esta é a denominação adotada no Brasil, e representa exatamente do que se trata a doença, pois relaciona sempre tais manifestações com certas atividades no trabalho. O diagnóstico diferencial pode incluir as tendinites e tenossinovites primarias.
Os setores com maior número de casos de LER são: bancário, comércio, processamento de dados, têxtil, confecção, químico, plástico, serviços e telecomunicações.
📍Tratamento:
Existem centenas de causas para L.E.R e portanto centenas de tratamentos diferentes, mas geralmente o tratamento a prescrição do médico ocupacional que diagnosticou a L.E.R/D.O.R.T é imobilizar a área traumatizada, descansar por algum tempo sem fazer esforço na região, uso oral ou tópico de anti-inflamatórios e analgésicos e sessões com um fisiologista de reabilitação e treino de técnicas menos estressante para o corpo na atividade exercida. É obrigação da empresa providenciar equipamentos ou tempo livre para evitar doenças ocupacionais recorrentes. 
É ilegal demitir um trabalhador por causa da L.E.R, assim como qualquer outra doença ocupacional relacionada ao trabalho. 

Autor

Dr Thiago Pinto de Oliveira Gomes

Dr Thiago Pinto de Oliveira Gomes

Ortopedista e Traumatologista

Mestrado em Imunologia E Bioquímica de Compostos Bioativos no(a) UFVJM.